Dúvidas Frequentes Planos de Saúde

PLANO INDIVIDUAL: É o Plano de saúde com apenas um usuário, os preços são informados por idades (faixa etária).

PLANO FAMILIAR: É o plano de saúde que contém no mínimo duas pessoas no contrato, nos preços das tabelas familiares são somados os valores  relativo à idade de cada usuário. O plano familiar tem um desconto no preço da mensalidade em relação ao plano individual.

PLANO EMPRESARIAL: É o Plano de saúde com tabelas especiais para os proprietários/sócios, seus funcionários e dependentes como conjuge e filhos, nos preços das tabelas empresariais são somados os valores  relativo à idade de cada usuário e dependente.

PLANO AMBULATORIAL: Plano de saúde que garante apenas a realização de procedimentos ambulatoriais de até 12h, consultas e exames, não incluindo internação.

PLANO COMPLETO (AMBULATORIAL+HOSPITALAR): Plano de saúde que garante  a realização de consultas, exames, cirurgias e internações. Existe as modalidades com e sem obstetrícia.

PLANO COM OBSTETRÍCIA: Além do que está incluído no plano sem obstetrícia, o plano com obstetrícia inclui os procedimentos relacionados ao parto. É garantido o atendimento ao recém-nascido, por 30 dias.

PLANO PARTICIPATIVO: Modalidade de plano com mensalidade reduzida em relação ao plano completo, onde o associado paga um valor fixo ou percentual do valor nas consultas e nos exames.

CARÊNCIA: Período, contado a partir da data de vigência do contrato, que o associado deve permanecer, ininterruptamente no plano, sem direito à(s) garantia(s) coberta(s) por este. A carência existe para dar equilíbrio ao plano de saúde. Sem ela o contrato estaria comprometido, pois se a empresa tivesse que prestar todo o tipo de atendimento sem carência, provavelmente seus custos seriam maiores que a arrecadação, inviabilizando o processo. Portanto, a carência é um fator de garantia para as duas partes. Os períodos máximos de carências estão determinados na regulamentação dos planos de saúde.

COMPRA DE CARÊNCIA: A compra de carências ou redução de carências é o termo utilizado quando a operadora de planos de saúde aproveita o tempo de contribuição do consumidor em contrato anterior, reduzindo as carências. Normalmente é necessário estar no mínimo 6 meses no plano anterior.

DOENÇA E/OU LESÃO PREEXISTENTE: É toda doença ou lesão cujo cliente saiba ser portador ou da qual esteja sofrendo no momento da contratação do plano.

COBERTURA PARCIAL TEMPORÁRIA: Período de até 24 meses onde há a suspensão da cobertura de eventos cirúrgicos, internação em leitos de alta tecnologia (UTI) e procedimentos de alta complexidade, relacionados às doenças e lesões pré-existentes do cliente que possui plano de saúde.

ANS: Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), criada em 28/01/2000, vinculada ao Ministério da Saúde, funciona como órgão de regulação, normatização, controle e fiscalização das atividades que garantam a assistência suplementar à saúde, incluindo a autorização de reajustes do valor dos planos e a definição do Rol de Procedimentos Médicos.

ABRAMGE: É Associação Brasileira de Medicina de Grupo.                     www.planosdesaudeagora.com.br - Tel. (27) 3074-0460